Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 15 Agosto |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

EUA: policial punido por rezar contra o aborto é indenizado

40 Dias pela Vida

Jeffrey Bruno | Aleteia

Uma edição da iniciativa "40 Dias pela Vida" em Nova Iorque

Francisco Vêneto - publicado em 31/01/22

Rezar contra o aborto é crime? Policial Matt Schrenger havia participado de uma oração silenciosa pela vida, fora do horário de expediente, e foi perseguido por isso

Um policial suspenso por rezar contra o aborto foi indenizado em 75 mil dólares nos Estados Unidos.

O oficial Matt Schrenger, veterano da polícia norte-americana, participou de uma oração silenciosa do santo rosário, fora do seu horário de expediente, em fevereiro de 2021, na rua, diante de uma clínica de aborto na cidade de Louisville. Foi o suficiente para que ele recebesse uma suspensão do trabalho, perdesse o cargo e fosse submetido a uma investigação.

Na ocasião, Matt participava, junto com seu pai, da campanha “40 Dias pela Vida”, que consiste em rezar o terço ao longo de 40 dias em espaços públicos diante de clínicas de aborto, em oração silenciosa pela vida dos nascituros e pelo real bem-estar das gestantes que sofrem o drama de escolher entre levar a gravidez adiante ou abortar.

Agora, o município de Louisville terá de pagar a Matt a indenização cabível por ter violado os seus direitos constitucionais e civis. De fato, segundo a defesa de Matt, as ações praticadas contra o policial constituem “violação significativa e inescusável dos direitos constitucionais de um oficial leal”.

Os advogados ainda demonstraram que a suspensão que Matt sofreu foi uma clara discriminação contra a sua postura publicamente pró-vida: “Ele não se envolveu em nenhum protesto político durante o seu expediente; apenas orou em silêncio. Contudo, foi punido por este comportamento privado e pacífico”.

A defesa de Matt Schrenger também demonstrou que o policial recebeu tratamento diferente de outros agentes que, no entanto, haviam de fato participado ativamente de protestos políticos em pleno expediente, não tendo sido, porém, sancionados por isso.

Perseguição explícita aos ativistas pró-vida

A militância pró-aborto tem pressionado escandalosamente, em diversos países, para atropelar os direitos mais elementares dos cidadãos à liberdade de pensamento e expressão nos espaços públicos diante de clínicas de aborto. Na Espanha, por exemplo, chegou-se ao absurdo de propor nada menos que a prisão para os ativistas pró-vida que oferecem apoio a gestantes diante desse tipo de clínica.

Tags:
AbortoIdeologiaPerseguiçãoTestemunhoVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia