Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 25 Junho |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Presidente leva à escola menina com síndrome de Down que sofreu bullying

Stevo Pendarovski

Office of the President of the Republic of North Macedonia

Cerith Gardiner - publicado em 13/02/22

A menina deixou de frequentar as aulas por causa do preconceito dos colegas de sala e dos pais deles

Os moradores da cidade de Gostivar, na Macedônia do Norte, tiveram uma surpresa quando o presidente Stevo Pendarovski apareceu para acompanhar uma menina de 11 anos até a escola escola.

Embla Ademi, que tem síndrome de Down, sofria bullying na escola. De acordo com um tweet de Seb Starcevic, a garotinha foi “separada de seus colegas de sala de aula quando os pais deles reclamaram que ela estava na mesma classe de seus filhos”.

Quando o presidente do país, localizado no sudeste europeu, soube da situação, ele decidiu intervir – literalmente!

Pendarovski visitou a casa de Embla com alguns presentes para a menina e conversou com os pais sobre os obstáculos que a família enfrenta no dia a dia. 

O presidente, então, decidiu enviar uma mensagem muito poderosa à sociedade: ele ofereceu a Embla uma escolta presidencial para que ela voltasse à escola. Pendarovski caminhou pelas ruas nevadas segurando a mão da garotinha, conforme relatado pela CNN.

Em comunicado à imprensa, o presidente afirmou:

O comportamento daqueles que colocam em risco os direitos da criança é inaceitável, principalmente quando se trata de crianças com desenvolvimento atípico. Elas não devem apenas gozar dos direitos que merecem, mas também se sentirem iguais e bem-vindas nas carteiras e no pátio da escola. É nossa obrigação, como Estado, mas também como indivíduos, e o elemento-chave dessa missão comum é a empatia”.

O texto ainda diz que o presidente ajudará crianças como Embla:

Somos todos iguais nesta sociedade. Vim aqui para dar meu apoio e conscientizar que a inclusão é um princípio básico.”

Pendarovski também apoiou os pais de Embla em seu trabalho pela proteção dos direitos da filha e de outras pessoas que enfrentam situações semelhantes.

Os preconceitos nesse contexto são o principal obstáculo para a construção de uma sociedade igualitária e justa para todos… Os ministérios de tutela e as instituições competentes têm a obrigação legal e moral de oferecer educação inclusiva, em que o foco principal é o desenvolvimento de competências e habilidades em crianças com diferentes processos de desenvolvimento, enfatizando a necessidade de sensibilizar o público sobre essas questões”.

Vale ressaltar que os pais de Pendarovski eram ambos professores, a esposa é médica pediatra e professora na Faculdade de Odontologia. O presidente é um cristão ortodoxo que estudou direito na universidade e bem empenhado nas questões que envolvem a inclusão social.

Tags:
EducaçãoSíndrome de down
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia