Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 25 Junho |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Petrópolis: imagens de Santa Rita e Nossa Senhora encontradas intactas na devastação

Petrópolis

Unknow / Fair use

Imagens de Santa Rita de Cássia encontradas após deslizamentos em Petrópolis

Ricardo Sanches - publicado em 21/02/22

Os locais onde as estátuas estavam foram destruídos pela força da água, mas elas permaneceram de pé: milagres?

Em meio à tristeza da tragédia que deixou mais de 170 mortos por causa das fortes chuvas em Petrópolis, sinais encontrados pelas equipes de busca às vítimas renovam a fé e a esperança dos moradores.

Por exemplo: um vídeo que circula nos grupos católicos e em vários perfis nas redes sociais mostra a emoção, a fé e a supresa de um homem ao encontrar um oratório intacto em uma casa que foi devastada pela enxurrada.

O homem chama outro colega e, mostrando o altar, explica:

“Isso é para aqueles que não acreditam em Deus. [A enchente] Derrubou tudo aqui… Tudo. Só sobrou o altar da casa”.

Nas imagens, é possível ver a capelinha com o teto destruído, vários fios de eletricidade por cima dela, velas caídas e duas imagens de Santa Rita em pé e intactas.

Equipes de buscas às vítimas também encontraram um oratório com uma imagem de Nossa Senhora das Graças intacta em meio aos destroços deixados pelo deslizamento de terra. Parte do muro da casa onde estava a capelinha foi levada pela força da água.

Nas redes sociais, as pessoas ficaram intrigadas com as imagens encontradas em Petrópolis.

Uma internauta comentou: “Isso é um sinal de que Deus não nos abandonará. Já outra escreveu: “Maria sempre de pé, como esteve ao lado de Jesus na cruz”.

Muitos internautas também estão falando que os episódios foram milagres. Mas será que realmente são?

A resposta é: não. Não se pode falar tecnicamente em milagre quando existem explicações científicas plausíveis para um acontecimento. Neste caso, uma considerável gama de variáveis é capaz de explicar por que um fenômeno natural, apesar de ter potencial catastrófico, pode ter deixado uma imagem de Maria ou de outra santa intacta em meio a grandes estragos.

O uso do termo “milagre” é comum diante de fenômenos que parecem sobrenaturais: na grande maioria dos casos, porém, o uso dessa palavra é bem intencionado, mas, como termo técnico, é precipitado e equivocado.

Milagres são fenômenos cientificamente inexplicáveis que contradizem as regras da natureza conforme as conhecemos. Para que algum fenômeno possa ser oficialmente declarado como de caráter sobrenatural por parte da Igreja, são necessários prudentes e detalhados estudos. A Igreja segue critérios científicos bastante rígidos para afirmar algum milagre. Os milagres de cura, por exemplo, chegam a demorar décadas até serem reconhecidos. Os fatos precisam ser cuidadosamente estudados por médicos, revisados por cientistas (na maioria dos casos, laicos e até mesmo ateus), expostos às críticas públicas e, só depois de feitos todos os estudos científicos, a própria Igreja faz a análise teológica mediante o trabalho das suas comissões de especialistas em teologia.

Entretanto, fica a reflexão: “Para quem crê na inexistência de Deus, tudo é e será sempre mero acaso e falta de sentido. Para quem acredita em Deus e no sentido sobrenatural da existência, tudo é e será sempre um grande milagre, testemunhado por uma abundância de sinais repletos de sentido.”

Tags:
BrasilNossa SenhoraSantosTragédia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia