Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 26 Setembro |
Aleteia logo
Curiosidades
separateurCreated with Sketch.

O dia em que Madre Teresa andou descalça e rezou pela paz na Nicarágua

NICARAGUA

Santuario Diocesano Virgen María de Cuapa

Pablo Cesio - publicado em 07/07/22

A memória daquela visita veio à tona após o regime de Daniel Ortega expulsar as Missionárias da Caridade do país

Cuapa (ou São Francisco de Cuapa) é um pequeno município de Chontales, localizado a 150 quilômetros da capital Manágua. O nome, que vem de uma língua local, significa “em cima da serpente”.

O lugar está ligado à Virgem de Cuapa, dedicação mariana que desperta grande devoção no país centro-americano (lembra até aquela mensagem profética da Virgem esmagando a serpente).

E foi justamente este lugar, transformado em santuário, que recebeu uma visita especial em novembro de 1986: ninguém menos que Madre Teresa de Calcutá.

“Ela andou descalça e rezou pela paz”

Nas redes sociais, o perfil do Santuário Diocesano Virgem Maria de Cuapa lembrou a visita:

«Em 1986 tivemos a alegria de ter a hoje Santa Madre Teresa de Calcutá na sua primeira e única viagem à Nicarágua.

Ela também visitou o Santuário de nossa Mãe em Cuapa, onde a Virgem Maria apareceu em 1980 a um humilde sacristão, anos depois ordenado sacerdote (…)

Madre Teresa, respeitando a santidade daquele lugar, tirou as sandálias e caminhou descalça. Ali, Santa Teresa de Calcutá rezou pela paz da Nicarágua.”

Uma memória que faz “barulho” hoje

Atualmente, persistem os ecos do anúncio da dissolução da Associação das Missionárias da Caridade de Santa Teresa de Calcutá na Nicarágua. A decisão do regime de Daniel Ortega foi aprovada nos últimos dias. Outras organizações sem fins lucrativos também serão impedidas de atuar no país.

A memória daquela visita de Madre Teresa à Nicarágua, que ocorreu no âmbito do Congresso Eucarístico Internacional, ecoa nestes dias marcados pela perseguição à Igreja.

O gesto das sandálias e da oração de Madre Teresa quando Ortega governava o país pela primeira vez (em uma década marcada pela guerra civil) confirmava a necessidade de paz no país centro-americano – algo que ainda não mudou muito.

Madre Teresa rezou diante da Virgem de Cuapa. Certamente ela continua a fazê-lo hoje do céu, intercedendo por suas filhas expulsas do país e por todas as pessoas que se tornaram vítimas de tanta violência.

Tags:
Madre TeresaPazPerseguiçãoReligiosos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia