Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 29 Fevereiro |
Aleteia logo
Para Ela
separateurCreated with Sketch.

O que fazer quando você se sentir desiludido(a) com seu casamento

shutterstock_1772329643.jpg

KieferPix - Shutterstock

La experiencia de la fe en el matrimonio ha de encajar para bien de los dos.

Tom Hoopes - publicado em 07/11/22

Procurar aconselhamento é o primeiro passo, mas não o único

Sentir-se desiludido(a) com o casamento acontece com todos os casais em menor ou maior grau. Um dia você olha do outro lado da mesa para seu cônjuge (ou para o lugar em que seu cônjuge deveria estar, mas não está) e percebe que “o amor se foi”.

 Você é tentado a dizer: “Estamos levando vidas separadas”, “Eu não te conheço mais” ou ainda “Eu acho te amo, mas não gosto mais de você”. 

O que fazer nestas situações? Com certeza você dever procurar aconselhamento. Mas também há outras atitudes a tomar.

1Agradeça a Deus pela desilusão

Nós tendemos a pensar que estar “desiludido” é uma coisa ruim. Não é. Pense no significado da palavra “desilusão”. Ela nos leva a remover uma ilusão, um erro, uma mentira sobre alguém e, finalmente, nos faz enxergar a realidade.

Isso é exatamente o que os mestres entendem como uma parte natural do amadurecimento e do aprofundamento na vida espiritual. Você começa amando sua ideia de Deus, depois você acaba tendo que aprender a amar o verdadeiro Deus. Você começa amando sua ideia de seu cônjuge. No final, você tem que amar seu verdadeiro cônjuge.

2Cumpra seus votos

O primeiro lugar para buscar forças é o sacramento, que nos garante a graça. Comece pedindo a Jesus para te ajudar a cumprir teus votos. Ore: “Jesus, eu tomei (nome) para ser meu/minha (esposo/esposa). Prometi ser fiel nos bons e maus momentos, na doença e na saúde, amar (nome) e honrar (nome) todos os dias da minha vida. Dai-me a graça de dizer ‘sim’ todos os dias.”

Seu voto é a rocha em que você deve se firmar. Viva-o fielmente, apesar de seus sentimentos – e isso te sustentará.

3Fortaleça as coisas que permanecem

O que restou do seu casamento? Viva isso ao máximo. Dedicação aos filhos? Então agradeça ao seu cônjuge pelo que ele faz e ofereça-se para ajudar. Intimidade conjugal? Então viva isso de uma maneira mais centrada no outro. Talvez um pequeno interesse compartilhado por política, esportes, música ou caminhadas? Valorize isso.

É importante lembrar a si mesmo e ao seu cônjuge todas as razões pelas quais você se apaixonou por ele.

4Reze

Eu já dei meu testemunho sobre como meu casamento mudou depois que minha esposa e eu começamos a rezar juntos. No nosso caso, fazemos juntos a Liturgia das Horas, mas no final acrescentamos nossas próprias petições. Você pode fazer o mesmo com o Rosário, um terço ou uma pequena oração com seu cônjuge na hora das refeições. 

Mas e se seu cônjuge não rezar com você? Então ore por seu cônjuge e, talvez, no lugar de seu cônjuge. Diga: “Senhor Jesus, fizeste (nome) e eu uma só carne, mas somente eu posso orar a ti agora. Eu oro em nome (dele, dela). Amém.”

5Descubra a cruz

Os santos místicos chamam isso de “a noite escura da alma”. Já os maratonistas chamam de “bater no muro”. Ou seja: em algum momento, você chega a um ponto de sua vida em que sente que está tentando arrastar um trem morro acima e só pode continuar com muita força de vontade.

Essa é a cruz, e ninguém pode evitá-la!

Ao carregar a cruz e continuar a luta, você descobrirá que ali, uma vez que todas as ilusões se dissipam, você encontra os alicerces da realidade que são a humildade e a obediência de Jesus Cristo. Do outro lado está a ressurreição e a alegria.

Tags:
CasamentoCruzdificuldadesRelacionamento
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia