Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 22 Fevereiro |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Ainda faz sentido a castidade para os namorados católicos antes do casamento?

sexualidade

oneinchpunch | Shutterstock

Francisco Vêneto - publicado em 15/08/23

A castidade é uma espécie de acréscimo do ágape ao eros

Ridicularizada pela cultura mundana, que não compreende a sua essência, a virtude da castidade é altamente estimada pela doutrina católica, já que sintetiza amor e sacrifício com excepcional harmonia.

Para entender a castidade, portanto, é preciso antes entender o que são o amor e o sacrifício a partir da perspectiva cristã.

O amor cristão por excelência é o do nível ágape, ou seja, a perfeita caridade, que consiste em amar sem esperar nada em troca, a ponto de dar a vida pela pessoa amada. A referência perfeita de ágape é o amor de Deus, mas, no nível humano, costuma-se exemplificá-lo com o amor sem reservas da mãe pelos filhos, inclusive quando são ingratos e não retribuem na mesma medida.

Embora o ágape seja sem dúvida o mais sublime dos graus do amor, também existem os níveis eros e filia. Eros é o amor que busca a própria satisfação – daí vem o termo erótico, relacionado com a busca de satisfação física mediante o prazer sexual. Já filia é o amor de reciprocidade, caracterizado, por exemplo, pela relação entre grandes amigos – aliás, o termo significa justamente “amizade”, em grego.

Os três níveis formam uma espécie de escada: no primeiro degrau, o eros é o amor que espera a própria satisfação; no segundo, a filia é o amor que busca o equilíbrio da reciprocidade; no terceiro, o ágape é o amor que se entrega sem reservas e sem esperar nada em troca.

A castidade é uma espécie de acréscimo do ágape ao eros. Para um casal católico, a castidade fomenta a entrega plena dos cônjuges um ao outro, ao mesmo tempo em que os recompensa também fisicamente com a satisfação proporcionada de modo natural e legítimo pelo ato sexual aberto à vida.

Vista desta perspectiva, a castidade que se pede aos namorados não é a mera abnegação cega, nem uma negação masoquista do prazer sexual, nem, muito menos, uma demonização do sexo. A castidade não nega o prazer sexual: ela o contextualiza e eleva, fazendo com que valha a pena esperar por essa entrega plena dentro de uma relação que se compromete com a plenitude.

Ao praticarem a castidade, os namorados católicos reforçam o respeito mútuo e a valorização do outro como pessoa. Enquanto esperam para entregar-se um ao outro no sacramento do matrimônio, os namorados amadurecem outras facetas essenciais do seu relacionamento, como o cultivo de um projeto de vida em comum, baseado em sólidos valores compartilhados e na busca de crescimento humano e espiritual conjunto.

Quanto à dimensão sacrificial da castidade, ela confere a esta virtude um caráter de autocontrole e disciplina, fundamental para lidar com os desafios e tentações que naturalmente surgirão no relacionamento ao longo do tempo. Ao renunciarem a momentos imediatistas de prazer físico e se preservarem para desfrutar deles dentro do matrimônio sacramental, os namorados católicos fortalecem o próprio caráter e se preparam para um amor mais profundo no casamento. Este sacrifício da espera também amadurece a paciência e cultiva um grau de comprometimento que fará grande diferença na vida do casal.

Tags:
AmorCasamentoCastidadeSexualidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia