Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 22 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Assessor jurídico da CNBB: STF ultrapassa limites ao julgar liberação do aborto

Brasil contra o aborto

Brasil Sem Aborto Oficial | Facebook

Reportagem local - publicado em 20/09/23

Hugo Cysneiros: o Brasil já regula essa matéria e é signatário de tratados internacionais que protegem a vida, de modo que "não há por que modificar essa regra pelo caminho que se pretende"

O advogado Hugo Cysneiros Oliveira, assessor jurídico da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), comentou nesta segunda, dia 18, a liberação para julgamento pelo Supremo Tribunal Federal (STF) da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 442, apresentada em 2017 pelo Partido Socialismo e Liberdade (Psol).

A seu ver, o objetivo da ADPF 442 é “basicamente legalizar o aborto no Brasil”.

Observando que o STF “pode muito e é bom que possa, mas ele não pode tudo justamente em razão do modelo democrático que o nosso país adota”, o advogado considera que “o parlamento foi omisso em relação ao tema do aborto”, mas acrescenta que o STF “ultrapassa os seus limites” ao “enfrentar esse assunto e literalmente legislar, inovar, modificar as normas existentes e produzir outras normas”.

Para a CNBB, segundo Hugo Cysneiros, esta ação nem sequer deveria ser recebida pelo STF, mas, uma vez que a corte vai julgá-la, os ministros deveriam reconhecer o assunto é “próprio e legítimo para o Congresso Nacional”. O advogado acrescenta que “o Brasil já regula essa matéria” e é signatário de tratados internacionais que expressamente protegem a vida, de modo que “não há por que modificar essa regra pelo caminho que se pretende”.

O assessor jurídico da CNBB, para quem a inclusão da ADPF 442 na pauta do STF é surpreendente, declara que a arguição se baseia “em três princípios”, a saber:

  • 1 | “O suposto princípio da irrelevância jurídica da vida intrauterina”: esse princípio, em outros países, “já pavimenta o aborto em qualquer estágio da gestação”; no caso do Brasil, “esta ação busca a possibilidade de eliminação da vida até a 12ª semana de gravidez”.
  • 2 | “O chamado princípio da proteção gradativa da vida, como se o ser humano, a depender do seu estágio, fosse digno de maior ou menor proteção, especificamente no seu direito de viver”.
  • 3 | “O princípio do direito constitucional ao aborto, que simplesmente inexiste na nossa constituição”.

Cysneiros considera preocupante “a maneira açodada” e “inoportuna do chamamento do julgamento deste processo”. Ele observa:

“Não só a CNBB como diversas outras instituições vêm pedindo já faz cinco ou seis anos para participar deste julgamento na qualidade de amicus curiae, que é uma espécie de coparticipação no julgamento. Bem, a observar o calendário e a maneira pelo qual ele foi marcado, muito provavelmente essa participação não existirá. O que nos preocupa é que, sabedores de ser este um tema muito sensível e que nem é tão controverso, uma vez que a gigantesca da maioria da população brasileira é contrária ao aborto e diz isso de maneira enfática, é que a não participação dessas instituições representaria uma espécie de déficit democrático em todo o processo”.

Tags:
AbortoBisposBrasilIdeologiaJustiçaVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia